Saite da Vida

Saite da Vida

terça-feira, 3 de agosto de 2010

O Nosso Pé de Limão Galego

O Pé de Limão Galego
- A primeira foto é um pitangueira florida. A segunda é o Pé de Lima da Pérsia - A terceira é o Pé de Limão que está sendo cortado, já cortaram.



O reino vegetal nos presenteia com suas variedades e belezas. Nós vamos usufruindo destes magníficos sabores , cores e aromas em forma de perfumes, remédios e alimentos. Tivemos a alegria de conviver com um é de limão galego que por quase dezoito anos nos presenteou com seus frutos. Ficava junto do nosso banheiro, onde todos os dias pela manhã podíamos ver seus galhos arranhando nossa vidro. Da cozinha avistávamos seus frutos amarelos que mais pareciam bolinhas de ouro brilhando ao sol. Quantos passarinhos chegavam até ele, gorjearmo de alegria, nos dando bom dia. Os pequenos pardais, quando os cachorros viviam presos, desciam ao chão ciscando as pequenas flores, se alimentando de restos do limoeiro. Foi por muitos anos fonte de vida para as aves, para nós e amigos. Muitos levavam ao fim do dia saquinhos com os frutos para suas casa. Quantas limonadas e caipirinhas foram feitas nos dias quentes mitigando a sede, reunindo amigos, principalmente de meus filhos, que felizes ouviam músicas, trocavam idéias e brincadeiras. Hoje os jardineiros estão cortando-o, porque enfraquecido pela vida, pegou broca. Colhemos hoje seus últimos frutos, deixando um enxerto do limão
cravo para os paulistas, para nós mineiros limão china. Tinha o maior orgulho de termos este pé de limão galego. Hoje não encontramos mais esta variedade nas feiras ou supermercados. Tentarei plantar outro em algum espaço de nosso quintal. Muito obrigada, meu irmãozinho por ter-nos presenteado com sua presença por tantos anos. Agora estás indo embora continuando a sua evolução. É porque sabemos que vocês do reino vegetal também fazem sua caminhada evolutiva, estagiando em variedades vegetais, alcançando plantas mais evoluídas. Também a sua condição de ser vivente é alcançar a Luz e o mundo Angélico. Deus na sua infinita bondade criou-nos todos para a evolução. Ninguém está condenado viver na sua forma original, senão seríamos até hoje animais unicelulares. Deus é criativo e permite-nos ser criativos também . Isto explica sermos feitos à imagem e semelhança divina. Esta penca verdinha é Lima da Pérsia, que faz parte do nosso quintal ao lado do limoeiro. Tem a mesma idade, mas ainda de não sinais de cansaço. quem faz muito uso dela é Dona Carlina que faz uma torta deliciosa com esta fruta. Faz também esta fruta com frango. Nunca comi, mas deve ser deliciosa. Estou ouvindo agora o barulho da máquina que varre o quintal usada pelos jardineiros. Chega até nós um cheirinho de gasolina. Antes fosse o perfume cítrico.
Lembro que quando era adolescente tinha um escritor que não me lembro o nome escreveu um livro "O Meu Pé de Laranja Lima". Um garotinho que conversava com seu pé de limão ou de laranja lima. Era seu único amigo. Quando plantei este pé de limão foi em homenagem a esta historinha. Quando fizeram o filme fui vê-lo. Adorei! A história deste "pé de fruta" tem conexão com o meu passado. A lima também. No pomar do povoado em Bela Floresta onde vivi dos três até oito anos, foi deixado pelos japoneses de quem meu pai comprou o sítio, um pomar. Neste
pomar havia, mangueiras, jabão, uma enorme laranja japonesa, um cajueiro, pinhas e um pé de fruto do conde. Eu, meus irmãos e o Tio Menino (Tércio), gostávamos de trazer para casa estas frutas deliciosas. Resgatei a minha infância na minha maturidade, trazendo para casa as frutas da meninice. Que vida boa!
Nota: Terminando de escrever fui procurar a música "Meu pé de Laranja Lima", encontrando o filme e nome do escritor. Assisti o filme duas vezes me emocionando muito. Porém não encontrei a música. Vi também a novela.

..........................................................................................

Agora uma buzina de moto grita lá fora. É o carteiro Marlos, trazendo o copo de liqüidificador. Ele vai dizer: "_ estou trazendo uma encomenda para aquela menina bonita! Eu vou perguntar: _ Quem é a menina bonita? A Gina ou Larita? Ele responderá: _ É a Nina. Toda vez que ela passa por mim grito: Oi menina bonita! É sempre assim. Este rapaz é uma benção.

Boa tarde a você que ainda não me leu! Até mais!

2 comentários:

Osvaldo Aires disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Jorge Carrano disse...

As imagens que encimam seu blog são de Condado, município pernambucano? Desculpe minha ignorância.
E Bela Floresta também é em PE?

Postar um comentário