Saite da Vida

Saite da Vida

sábado, 28 de agosto de 2010

Famílias que Buscando a Paz Encontram a Morte


Assalto e morte em condomínio.

Modifiquei nomes para maior proteção. É recurso do qual disponho. Leiam o comentário. Se possível o blog indicado logo abaixo.

Famílias vêm morar em Condado buscando qualidade de vida. Escolhem para viver um lindo Condomínio chamado Vista Feliz em frente a uma bela avenida que relembra as viagens que Dom Pedro fez para reconhecer sua nova colônia. É gente! Ele passou por aqui com sua caravana. Antes passaram porém os Bandeirantes com sua tropa, criando as capitanias. É a Estrada da Boiadeira, quem vindo de São Paulo por dentro, segue para Campinas (pegando a Av washington Luís que sai na João Jorge) indo até Bela Floresta, Pereira Barreto até onde sei que ia ... Era um tempo de paz e o sofrimento era deixar famílias para trás, em busca de aventura, mas uma aventura cheia de esperanças. Era a esperança de riquezas terrenas como sempre, boa e muitas vezes útil. Foi necessário, e um bem vem sempre acompanhado de um mal. Passaram-se alguns séculos e esta estrada continua no design de avenidas, estradas e rodovias. Em vez de bandeirantes, agora freqüentada por assaltantes e trabalhadores, qualquer motorista que desvie de um pedágio da anhangüera pode usá-la. Às margens das picadas que se abriam em meio à mata e com certeza belas árvores se erguiam, agora levantam-se belas residências, onde as famílias puderam descansar por um bom tempo em condomínios que traziam paz, por quarenta anos. Ontem porém inaugurou-se uma nova era, a do medo e insegurança de qualquer morador dentro de sua casa. Agora se guardam famílias apavoradas, crianças órfãs pelas mãos de bandidos que mataram por um celular. Os que sobreviveram estão internados na Santa Casa em estado de choque. A EPTV acaba de ligar em minha casa procurando por familiares que podem dar respaldo às notícias, devido a participação do conselho de Segurança Municipal. Não havia ninguém para comentar o fato, não era a mim que procuravam. Além deste, mais um crime hediondo na cidade, envolvendo o dono de um restaurante, empregado e polícia. Esta última com a finalidade de proteger o cidadão indefeso, ajudou a trancar as portas para deixar morrer em chamas um empregado. Estamos todos numa nau perdida no oceano da corrupção, pois cada acontecimento é político. A cidade esta semana não saiu das páginas policiais, e um milhão (grande região de Campinas) de pessoas ouviram falar da bárbarie acontecida na cidade. Vivemos como no tempo das cavernas, dos bárbaros, os séculos rodaram, mas a educação moral não chegou. Nosso país está precisando ir para reformatórios onde há recuperação do criminosos, como naqueles filmes americanos, já assisti alguns... muito bonitos. Polícia, soldados, prefeitos, vereadores, senadores, deputados, funcionários públicos, qualquer pessoa que ocupe um cargo público ou privado está correndo o risco de se corromper. É isso aí. Pra vocês verem que a minha aura sofre mudanças a todo momento. Estou variando do rosa, passando pelo vermelho, cinza e amarelo. Estou com um aperto no coração, e fazendo uma reflexão da violência que há no município e na cidade. Em alguma entrevista ainda vão dizer que é "um caso isolado" como na morte do candidato de Alagoas. Tenho que rezar para proteção do meu lar. É a minha única arma. Tinha acabado de enviar um email sobre cujo assunto era "TSE retira cometário do Arnaldo Jabor do site da CBN" para trezentas pessoas. Senti-me na obrigação, depois da EPTV ligar em casa, percebi que não tinha feito mais que a obrigação. Respeito, amor ao próximo, mas sem alienação. Preciso rezar mais um bocadinho, aliás muito mais, ler muito bem a oração sobre a prece no blog Espiritualistas - Universalistas, conversar com Deus como fazem os evangélicos com emoção e voz alta coisa que eles fazem muito bem. Devia aprender com eles. Sou meio fraca para orar. Sou muito boa de gogó.

Com tudo isso Paz e Luz!

Agora vou ver a novela das seis.

Para fundamentar esta postagem fui buscar no Blog da Jornalista Regina Carvalho a sua percepção sobre a segurança de uma cidade e suas conexões entre as autoridades de uma comunidade e os entraves para se concluir o trabalho de assegurar a vida física do cidadão. Acho da maior importância a leitura, pois fala de um assunto pesado, de um jeito suave, mas com uma percepção muito profunda e fundamentada do problema. De todos os entraves que percorre o problema segurança.

Segurança pública e banalização.

3 comentários:

POETA DO ABC disse...

Olá Maria Helena,

Me solidarizo com você no seu desabafo sobre a insegurança que o cidadão de bem, que paga seu imposto mas, que não tem uma retaguarda na proteção do seu patrimônio.
Tenho acompanhado o noticiário pela televisão, sobre as tragédias com os moradores da sua região, não escapando nem os condomínios. Com quem podemos contar nessas horas? Você mesma deu a receita, conversar com Deus, mas não precisa ser com e moção e voz alta mas, com o coração e voz baixa.
Para conversar com Deus é preciso antes de tudo aprender a estar em silêncio, como disse Jesus: "Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a tua porta, ora a teu Pai, que vê o que está em oculto; e teu Pai, que vê o que está em oculto te recompensará".
Confia em Deus, sabendo que o homem é falho, a justiça, a segurança tudo pode falhar, mas Deus nunca falha. Segue um trecho de uma poesia de minha autoria: " Quando tudo parece perdido, do alto Deus manda a ajuda, e o pedido do homem é atendido, o homem evolui, mas Deus não muda.
Paz e luz para todos!

Anônimo disse...

Ola Dona Maria Helena
Gostaria tb de me solidalizar com o seu desabafo, sempre tão sincero e real...
Mais tenho Fé e acredito em Deus q Ele sempre stara nos amparando e nos mostrando o melhor caminho.
Paz e Luz a todos os seguidosres em esecial a Sra. e toda sua familia

Helen Gallo

Experiencias de uma vida disse...

Nestes momentos de crise Universal e o medo se apossa de nós
Só nos resta dizer
Senhor tende piedade desta pobre humanidade em crise
Muita Paz
Alcione

Postar um comentário